Super Hiper Mega Banner

Imersão deve ser a marca do festival Immersphere

curadoria do 1º Festival Internacional de Fulldome de Brasília leva a assinatura dos pesquisadores Marilia Paculli (representante brasileira de grandes exposições de arte digital), Ricardo Dal Farra (professora de música e artemídia da Concordia University, no Canadá) e Suzete Venturelli (pós-doutora pela USP e doutora em Artes e Ciência da Arte pela Sorbonne). Segundo eles, as abordagens criativas em tecnologia estão reformulando a maneira que o homem contemporâneo concebe o espaço. “Numa exibição em fulldome, o mundo inteiro pode parecer estar se movendo, os sons e imagens podem enganar nossos sentidos”, avisa Dal Farra. E Suzete Venturelli complementa: “Pretende-se destacar o processo que acontece no nível da imersão e da realidade aumentada que induzem à sinestesia, num cruzamento de sensações, que abrem caminhos para novas metáforas”.  

Into The Sublime, de Alice Kilkenny
No total, 21 produções disputarão seis prêmios: Melhor Filme (o único com premiação em dinheiro, R$ 6.000,00), Prêmio do Público (júri popular), Prêmio Planetário (indicado pelo diretor do Planetário), Melhor Filme Experimental, Melhor Narrativa e Melhor Experiência Sonora. Além destes, uma mostra paralela, não-competitiva, vai exibir outra dezena de títulos, ampliando a experiência de assistir a produções realizadas com tecnologia Fulldome - com os filmes projetados em telas semiesféricas.

Pedro Ventura/Agência Brasília
Immersphere, o 1º Festival Internacional de Fulldome de Brasília
Data: de 1º a 5 de novembro
Local: Planetário de Brasília
Exibições: até 30 de novembro, dentro da programação do Planetário
Inscrições e informações: http://immersphere.com.br

Nenhum comentário

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.