Super Hiper Mega Banner

Comédia Amor em Sampa peca com piadas bobas

A capital paulista tem suas peculiaridades. Peculiaridades e charmes que, fato, qualquer cidade tem. Mas quem conhece a velha Sampa, que virou até letra de música de Caetano Veloso “É que quando cheguei por aqui, eu nada entendi. Da dura poesia concreta de tuas esquinas...” sabe que os “porra meu”, o trânsito, a convivência, as mil e uma opções culturais e o frenesi diário da rotina da cidade podem ser tão amáveis, quanto detestáveis. A cosmopolita capital virou tema do longa-metragem  Amor Em Sampa, um romance musical de Carlos Alberto Riccelli e Kim Ricelli.


Carlos foi diretor também de Onde Está a Felicidade?, O Signo da Cidade, dentre outros. Aqui, no entanto, ele conta, de forma leve e divertida, - porém rasa - a vida entrelaçada de homens e mulheres perdidos naquele estado. O ponto de partida, aliás, muito bom, é o personagem Cosmo (Carlos Alberto Riccelli), um taxista que ama rodar por sua capital. Um dia, ele recebe uma proposta diferente em um bar: gravar depoimentos de passageiros para o publicitário Mauro (Rodrigo Lombardi).


A ideia é fazer uma campanha publicitária para levantar a autoestima do próprio paulistano e dos turistas em relação à cidade. Os defeitos de Sampa são expostos, de uma forma que se descobre, na consequência, a beleza que pode vir dos mesmos defeitos. “É que narciso acha feio o que não é espelho”, já diria Caetano. Até aí, tudo bem.  Mas a história se perde ao mostrar um tom preconceituoso, com piadas bobas e machistas. Seja na trilha sonora pobre e nos diálogos sem graça.


Há outros núcleos, como o formado pela aspirante a atriz Carol (Bianca Muller) e a amiga Mabel (Letícia Colin) que, ao chegarem atrasadas para um teste, conhecem o diretor mulherengo Matheus (Kim Riccelli). A empresária Anis (Bruna Lombardi) entra na trama também ao lado de Lucas (Eduardo Moscovis). Um duelo entre homem e mulher é travado e exalta ainda mais o besteirol e a piada sem graça. Os atores estão até bem. O problema é o rumo que toma o roteiro. De uma sinopse interessante, passa para um besteirol banal.
Cotação do Cine61: Cine61Cine61

*Por Clara Camarano - contato@cine61.com.br

Veja aqui o trailer do filme Amor em Sampa:


Amor em Sampa (Brasil, 2016) Dirigido por Carlos Alberto Riccelli e Kim Riccelli. Com Bruna Lombardi, Eduardo Moscovis, Rodrigo Lombardi, Mariana Lima e Carlos Alberto Riccelli...

Nenhum comentário

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.