Super Hiper Mega Banner

Reflexões budistas marcam a animação Por Que Vivemos

Aumentando a lista de animações japonesas que são lançadas nos cinemas nacionais, estreia esta semana o longa-metragem Por Que Vivemos. Inspirado num best-seller homônimo, o filme permaneceu 29 semanas em cartaz no Japão e conta uma história real que está diretamente ligada ao país asiático. A trama, ambientada há mais de 500 anos, começa apresentando um camponês chamado Ryoken. Ele vive para o trabalho e não economiza nas grosserias com a esposa grávida. Sobra até mesmo para a mãe doente, que também mora com eles.


O motivo dos maltratos domésticos é a crença. As mulheres frequentam um templo budista e Ryoken detesta os monges por causa de um trauma no passado. Após uma tragédia, o protagonista acaba por conhecer melhor os ensinamentos de Mestre Rennyo, que dá palestras que cada vez alcançam um número maior de pessoas. O Japão, no século 15, sofria com guerras civis por causa de clãs rivais. O sucesso das palestras do mestre Ryoken, entretanto, causa a inveja dos monges de outros templos, que passam a fazer uma série de ataques. 


Por Que Vivemos é um drama cujo tema é o budismo, ou melhor, a popularização da crença. O longa-metragem traz diversas mensagens, o que é muito interessante para os curiosos ou para os que não conhecem o budismo da Escola da Verdadeira Terra Pura. O roteiro adaptado é de Kentetsu Takamori, um dos autores do livro que deu origem ao título. Portanto reflexões sobre o sentido da vida e a forma de lidar com as pessoas e os obstáculos são questões abordadas nas inúmeras palestras retratadas durante a projeção.


A animação possui traços simples e o maior destaque vai para os cenários realistas, que contam com elementos de computação gráfica. Fica claro que, mais do que impressionar pelos efeitos visuais, a ideia é contar a história da vertente do budismo que reúne o maior número de adeptos no Japão atualmente. O resultado é um tanto didático, dando a impressão que se está em algum templo de verdade. E uma curiosidade interessante: o Brasil é o primeiro país do exterior a exibir o anime, provavelmente por ser esta a nação que abriga a maior comunidade japonesa fora do Japão.
Cotação do Cine61: Cine61Cine61Cine61

*Por Michel Toronaga - micheltoronaga@cine61.com.br

Veja aqui o trailer do filme Por Que Vivemos:



Naze Ikiru - Rennyo Shonin to Yoshizaki Enjo (Japão, 2016) Dirigido por Hideaki Oba. Com as vozes de Kotaro Satomi, Katsuyuki Konishi, Ayumi Fujimura, Hideyuki Tanaka, Takaaki Seki...

Nenhum comentário

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.