Super Hiper Mega Banner

Uber x Táxis apresenta apenas lado burocrático da polêmica

Em 2015, um aplicativo para solicitar carros pretos de luxo  surgia para facilitar a vida dos passageiros no Brasil em poucas áreas metropolitanas. Logo depois, ele se popularizou nos carros, locais e preços, apresentando uma forma barata de serviços semelhantes aos de táxi. Estamos falando do Uber, uma empresa multinacional norte-americana prestadora de serviços eletrônicos na área privada de transportes. O surgimento competitivo gerou uma série de polêmicas no país e no mundo. A maior revolta coube aos taxistas que trabalham com uma regulamentação diferencial ao Uber e viram seus salários caírem em quase 80%.


Interessado em se aprofundar no assunto, com voz e vez para os dois lados, o brasiliense Maurício Costa lança o longa-metragem documental Uber x Táxis, um filme que coloca o espectador dentro dos táxis e ubers de Brasília e da capital paulista. A produção incita ao debate, tal como o nome propõe. De um lado,  o sindicato dos taxistas mostra sua fúria, faz inúmeras e agressivas manifestações. Eles reclamam. “Na hora que o vizinho precisa, sou eu que vou levá-lo ao hospital. Quando não, ele ri da nossa cara e pega um Uber na nossa frente”, conta, irado,  um dos taxistas. Por outro lado, um trabalhador de um Uber mostra que precisa trabalhar no mínimo 12 horas para ganhar apenas R$ 2 mil ao mês. Isto, se conseguir.



Deputados distritais a favor e contra o PL 28/2017 também são ouvidos e argumentam. O documentário explora as partes. Dá para se solidarizar e entender ambos os lados da moeda. Afinal, a lei que regulamenta os táxis é diferente. Mas, na atual situação de desemprego, o Uber e aplicativos, tais como o Cabify e o 99 Pop são uma salvação. Principalmente para a população que carece de serviços mais em conta, já que andar de táxi hoje virou um artigo de luxo.
   

Mas é neste exato ponto que a produção peca. Lados a par e distritais escutados, a polêmica acaba por tomar um ar burocrático, sem adentrar em personagens que utilizam o Uber e têm, claro, seus prós e contras.  Como é sair de uma festa e ter que pagar para eles até mais que para um táxi devido ao excesso de pedidos? As tomadas - por sinal muito bem feitas com uma edição de qualidade para um filme realizado sem nenhum recurso e patrocínio - deixam de lado os eventos, o cancelamento em massa de pedidos e tantos outros pontos. Falta a voz do povo, este só citado em tweets "printados". A polêmica que aparentemente não apresenta uma solução que agrade a todos fica na linha da política. O caso é muito maior. Afinal, a população deveria ter seu protagonismo na telona.
Cotação do Cine61: Cine61Cine61

*Por Clara Camarano - contato@cine61.com.br

Veja aqui o trailer do documentário Uber x Táxis:





Uber x Táxis (Brasil, 2017) Dirigido por Maurício Costa

Nenhum comentário

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.