Super Hiper Mega Banner

Longa-metragem Quase Memória estreia dia 19 de abril

Baseado no best-seller do jornalista e escritor Carlos Heitor Cony, Quase Memória, de Ruy Guerra, acaba de ganhar trailer oficial. Com Tony Ramos, Mariana Ximenes, João Miguel e Antonio Pedro no elenco, o longa é inspirado nas histórias vividas pelo pai de Cony, um homem que acreditava em tudo o que fazia e convencia todos a sua volta que era tudo verdade. O filme estreia nos cinemas no dia 19 de abril. 


A trama se inicia quando o jovem Carlos (Charles Fricks) recebe um pacote. O que parece ser uma situação comum na vida de um jornalista – receber uma encomenda – soa estranho para o jovem. O nó que amarra o embrulho, o cheiro, a letra do envelope: tudo remete ao pai de Carlos, Ernesto (João Miguel), morto há anos. Enquanto decide se abre ou não a remessa, Carlos reconstrói as melhores memórias ao lado do pai enquanto conversa com ele mesmo no futuro, o Carlos mais velho, interpretado por Tony Ramos. Lançado em 1995, o livro ganhou, na época, dois prêmios Jabuti – de melhor romance e melhor livro do ano, tendo vendido mais de 400 mil exemplares. A adaptação para os cinemas tem roteiro assinado pelo próprio Guerra, ao lado de Bruno Laet e Diogo Oliveira. A seis mãos, o filme ganha um tom de comédia. 


"O processo seletivo da lembrança faz dos personagens arquétipos, caracterizados sob a visão daquele que lembra. A memória do Carlos é o seu olhar afetivo para a infância, um misto de realidades e sonhos, a reconstrução de um passado centrado na figura alegre do pai, uma sucessão de pequenas loucuras de grande encantamento, como um picadeiro de circo. É na originalidade da figura do pai que se encontra a universalidade deste personagem: o pai excêntrico e louco em sua coragem diante da vida, a um só tempo, único e universal - o pai dos desejos de todos. Em seu descompromisso com o real e sua fragmentação imagética, toda memória transforma, reinventa, reescreve. Toda memória é uma quase memória", ressalta o diretor Ruy Guerra.


No elenco, João Miguel dá vida a Ernesto (pai de Cony); Charles Fricks e Tony Ramos nos papéis de Carlos Jovem e Carlos Velho, respectivamente (o escritor Cony); Mariana Ximenes como Maria (primeira mulher de Ernesto e mãe de Cony); Ana Kutner como Sônia (segunda mulher de Ernesto). Antonio Pedro no papel de Capitão Giordano; Flavio Bauraqui como Seu Ministro; Augusto Madeira no papel de Tio Alberico; Cândido Damm como Horácio; Inês Peixoto como mãe de Maria; Julio Adrião como Mario Flores; Thiago Justino como Gomes; Antônio Alves como Dr. João Lage; Thierry Tremouroux como Rei Alberto e Lourival Prudêncio como Monsenhor Lapenda.

Nenhum comentário

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.