Super Hiper Mega Banner

Realidade e futuro se fundem no documentário Frequências

O documentário Frequências faz parte da mostra competitiva nacional do 2º Festival de Cinema do Paranoá. Dirigido por Adalberto Oliveira, é um curta-metragem que apresenta o Farol de Olinda criando um universo surrealista. Documenta paralelamente os trabalhadores e pessoas que vivem em seu entorno em suas atividades reais.

Foto de Henrique Spencer

Inaugurado em 7 de setembro de 1941, o farol de Olinda foi construído no alto do Morro do Serapião, onde se encontra até hoje. É um monumento histórico e cultural muito famoso na cidade, sendo retratado e mencionado por vários artistas dos mais diferenciados estilos, como artistas plásticos, artesãos, músicos etc.


No audiovisual não é encontrado com facilidade nenhum tipo de registro importante e conhecido deste monumento e, tendo em vista as transformações que ocorreram em seu entorno (bairros vizinhos) no decorrer dos 74 anos desde a sua construção, o filme traz um registro importante para que futuras gerações possam conhecer como se deu todo o processo de modificação urbana a favor do "avanço" e do "desenvolvimento" da cidade, através de um universo surreal, que utiliza estética sonora e visual, e cria significados narrativos que compõem a obra.

Serviço
2º Festival de Cinema do Paranoá 
De 23 a 29 de abril (segunda a domingo)
Local: Centro de Desenvolvimento e Cultura do Paranoá  - CEDEP (Q. 9 Conjunto D)
Exibição dos filmes: De 26 a 29 de abril, a partir das 15h. As atividades paralelas acontecem na semana, durante o dia. Confira horário, programação completa e classificação indicativa em: www.grupooitavaarte.com.br
Informações: FestCineParanoa@gmail.com

Nenhum comentário

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.