Super Hiper Mega Banner

Cine Jardim e o cinema como transformação

O Cine Jardim – Festival Latino-Americano de Cinema de Belo Jardim leva a sétima arte para o agreste pernambucano. O Cine61 - Cinema Fora do Comum foi convidado para cobrir o evento e se surpreendeu com a proposta apresentada. O município abraça a ideia e se engaja durante toda a programação, que inclui oficinas de formação e exibição de curtas e longas-metragens de qualidade. Tudo com entrada franca, para abarcar um público ainda maior.

Foto: Juarez Ventura
Com curadoria de Arthur Leite e Leo Tabosa, que também cuidam, respectivamente, da direção geral e produção executiva, o evento pela primeira vez abriu espaço para a o audiovisual latino-americano e conta com filmes de outros países, como Argentina e Colômbia. O festival teve início após a bem-sucedida execução da Mostra Curtas Vazantes - Cinema em Comunidade, que acontece no Ceará. A mostra, que busca levar o cinema para uma cidade menor, mostrou o poder de transformação da arte ao oferecer workshops e exibições de filmes para todos.

Foto: Tiago Calazans
Pensando nessa descentralização da cultura e na possibilidade de estimular e distribuir a arte, a empresa Moura, a mesma que faz as conhecidas baterias para carros, patrocinou o Cine Jardim na cidade onde começou suas atividades em 1957: Belo Jardim, em Pernambuco. A realização do Cine Jardim é da Pontilhado Cinematográfico e Instituto Conceição Moura, que desenvolve um bonito trabalho com o objetivo de promover uma transformação social. O instituto acerta ao acreditar que o cinema é uma importante ferramenta de educação e formação de cidadão, seja dentro ou fora do ambiente escolar.

*Por Michel Toronaga - micheltoronaga@cine61.com.br

O jornalista viajou a convite da organização do Cine Jardim

Nenhum comentário

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.