Super Hiper Mega Banner

Uma Dobra no Tempo mistura ciência e fantasia

Representatividade está em alta. O filme Pantera Negra, com elenco majoritariamente negro, arrecadou mais de um bilhão de dólares no mundo e é a quinta melhor bilheteria da história dos Estados Unidos. A Disney, que não é boba, parece ter entendido o recado. O novo filme de fantasia da companhia, Uma Dobra no Tempo, traz tanto para a telona protagonistas negros, como para os bastidores, a direção é assinada por Ava DuVernay (Selma – Uma Luta pela Igualdade). O roteiro é baseado no livro infantil homônimo da autora Madeleine L’Engle, publicado em 1962. A história apresenta dois irmãos, Meg Murry (Storm Reid) e o irmão adotivo Charles Wallace (Deric McCabe). Ambos são jovens e enfrentam dificuldades na escola, como o bullying. Os irmãos, no meio do caos que pode ser a escola para os jovens, precisam também lidar com o sumiço do pai, Alex Murry (Chris Pine).


O filme acerta ao trazer elementos científicos para a trama, representados na figura do pai dos irmãos. Professor de física, ele tem uma ideia inovadora: ao encontrar a frequência certa, qualquer pessoa pode “dobrar” o espaço e viajar grandes distâncias pelo universo. Uma Dobra no Tempo trouxe o físico Stephon Alexander para ser o consultor científico do longa e alguns elementos da física estão misturados na fantasia. A paixão do pai pelo conhecimento é transmitida para os filhos, que usam da ciência para auxiliar na jornada pelo universo na busca pelo pai sumido. 


Meg, o irmão Charles e o amigo Calvin (Levi Miller) se unem a outras três viajantes que conhecem os mistérios do espaço: “O que é” (Reese Witherspoon), “Quem” (Mindy Kaling) e “Qual” (Oprah Winfrey). Todos os personagens encontram algum tipo de redenção na jornada pelo universo. A protagonista Meg usa os conhecimentos científicos para solucionar problemas, além de precisar se resolver com ela mesma. Num ponto alto da trama, Meg é confrontada com uma versão “melhorada” dela mesma: cabelo liso e popular na escola. Claro que a protagonista tira uma lição disso e deixa uma mensagem para o público.


O destaque fica para o irmão Charles, interpretado por Deric. O personagem é uma criança muito inteligente e subversiva. No início do filme chega a questionar figuras superiores da escola. O garoto de apenas nove anos surpreende na telona ao interpretar personalidades antagônicas. Outros momentos do filme são dispensáveis. O uso da ciência na fantasia, funciona, mas ao exagerar alguns elementos fantasiosos, Uma Dobra no Tempo peca.
Cotação do Cine61: Cine61Cine61Cine61Cine61

*Por Vinícius Remer - Especial para o Cine61 - contato@cine61.com.br

Veja aqui o trailer do filme Uma Dobra no Tempo:



A Wrinkle in Time (EUA, 2018) Dirigido por Ava DuVernay. Com Storm Reid, Oprah Winfrey, Reese Witherspoon, Mindy Kaling, Levi Miller, Deric McCabe, Chris Pine, Gugu Mbatha-Raw, Zach Galifianakis, Michael Peña, André Holland...

Nenhum comentário

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.