Super Hiper Mega Banner

Em 97 Era Assim é uma comédia sobre a iniciação sexual

O ano é 1997 e quatro amigos de 15 anos procuram perder a virgindade em meio às situações que envolvem a escola e a família. Ao ler essa frase sobre Em 97 Era Assim, do cineasta gaúcho Zeca Brito, podemos ser remetidos a uma trama ao estilo das melhores comédias americanas que há décadas fazem sucesso envolvendo jovens e sexo. A tríade humor, adolescência e sexo (mesmo que esse último seja em tentativas) está presente no longa-metragem que chegas às telas brasileiras no próximo dia 14 de junho, mas, segundo o diretor, a obra vai muito além em sua concepção. "É uma história que traz elementos que podem ser relacionados à clichês do cinema americano do gênero, porém não é uma comédia escrachada sobre descoberta da sexualidade. O mote principal é a amizade sincera entre esses garotos que buscam ter sua primeira vez em um ritual coletivo", diz Zeca, afirmando ter tido como referência filmes alternativos sul-americanos que tem o universo adolescente e a amizade como tema, como o uruguaio 25 Watts, de Juan Pablo Rebella  e Pablo Stoll, e o argentino Buenos Aires 100 km, de Pablo José Meza.


O roteiro de Leo Garcia é ambientado na Porto Alegre daquela época, em uma caracterização impecável de cenários, mobiliário, objetos e figurino dos personagens, os amigos Renato (o narrador), Alemão, Moreira e Pilha, que pensam nas colegas de escola, em mulheres em geral, e na iniciação sexual. Para isso, o negócio é juntar dinheiro e recorrer a profissionais do assunto. A trilha sonora com hits do ano título é outro ingrediente fundamental, com bandas do rock  gaúcho, nacional e internacional, como Acústicos e Valvulados,  Raimundos e Supergrass, assim como as ''pérolas" musicais Segura o Tchan, do grupo É o Tchan, e Eu Sei Tudo, Professor, essa na voz da emblemática cantora paraguaia Perla.


"As canções foram um recorte para levar àquele tempo, assim como os outros elementos cenográficos. Mas o mais importante é que é uma ode à amizade, a ideia do juntos construiremos situações e viveremos emoções, o que pode se passar em qualquer década. Embora em 1997 não existia internet. E com a chegada dela muitos mistérios que eram mágicos se desfizeram", completa Zeca, que nasceu em 1986 e em 1997 tinha 11 anos. "Vivi os anos 90 como pré-adolescente".


Os protagonistas de Em 97 Era Assim são vividos pelos jovens atores Fredericco Restori, João Pedro Corrêa Alves, Pedro Diana Moraes e Julio Estevan, que estão ao lado de consagrados nomes da dramaturgia e do cinema realizado no RS. A destacar, a participação muito especial do mestre Jean-Claude Bernadet. A obra estreia no Brasil com uma trajetória de premiações em festivais nacionais e internacionais. O filme foi realizado com recursos do “Prêmio de Baixo Orçamento” do Ministério da Cultura e produzido pela gaúcha Panda Filmes, em coprodução com as também gaúchas Antifilmes e Coelho Voador.

Nenhum comentário

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.