Super Hiper Mega Banner

Documentário traz as várias facetas de Mussum

A vida de um dos humoristas mais conhecidos das telinhas é abordada no longa-metragem Mussum, Um Filme do Cacildis, dirigido por Susanna Lira. Em cartaz nos cinemas da cidade, a produção vai além dos trabalhos do artista no grupo Os Trapalhões e acompanha a trajetória profissional do carioca Antônio Carlos Bernardes Gomes.


Antes de estourar na televisão, ele ganhou destaque como vocalista do grupo Os Originais do Samba, que fez muito sucesso na década de 1960 e atraiu nomes conhecidos da música popular brasileira, como Elis Regina, Elizeth Cardoso e Jair Rodrigues. Algo que nem todo mundo sabe, pois Mussum foi imortalizado por sua participação no programa humorístico.


Responsável por criar um dialeto que até hoje é reproduzido pelos brasileiros por causa da pronúncia divertida das palavras, Mussum representou mais do que a garantia das gargalhadas. Marcou o pioneirismo da presença negra na televisão do país. Um espaço que, até hoje, não está garantido para muitos artistas talentosos.


Questões como o racismo na época e nas piadas e até mesmo a vida pessoal de Mussum são tratados na projeção, que tem ritmo bem ágil e fácil de assistir. O documentário faz parte do Projeta às 7, uma iniciativa da rede Cinemark em parceria com a Elo que oferece sessões de segunda à sexta-feira, às 19h, em 20 salas de Cinemark de 19 cidades e preços especiais de R$ 6 (meia).
Cotação do Cine61: Cine61Cine61Cine61Cine61Cine61

*Por Michel Toronaga - micheltoronaga@cine61.com.br

Veja aqui o trailer do filme Mussum, Um Filme do Cacildis:


Mussum, Um Filme do Cacildis (Brasil, 2018) Dirigido por Susanna Lira. Com  Mussum, Didi, Dedé Santana...

Nenhum comentário

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.