Super Hiper Mega Banner

O Olho e a Faca mostra um homem em crise

O isolamento de uma plataforma petrolífera é um cenário bom para se construir uma história sobre solidão. Um exemplo é o ótimo A Vida Secreta das Palavras, de Isabel Coixet. Grande parte da ambientação de O Olho e a Faca, dirigido por Paulo Sacramento, se dá no mesmo espaço. O filme é um drama que fala sobre Roberto (Rodrigo Lombardi). Ele trabalha no meio do mar com outros colegas e, de vez em quando, volta para a cidade para rever a família. Essa rotina cheia de hiatos e distâncias se reflete em como ele se relaciona com os parentes, visto que o trabalho representa a maior parte dos seus dias.


E é justamente após uma mudança no campo profissional que acontecem as mudanças que alteram a rotina do protagonista. Após ser promovido, Roberto tem que assumir novas responsabilidades. O cargo elevado faz com que ele tenha que tomar decisões difíceis e isso repercute também em seu relacionamento com os colegas petroleiros. É possível dizer que a vida aparentemente perfeita de Roberto vira de cabeça para baixo à medida que a trama se desenrola. Além da crise no serviço, ele encontra problemas em casa.


A esposa (Maria Luísa Mendonça) exige mais atenção, principalmente porque o marido parece viver em alto mar mesmo quando está em terra firme. A presença da figura paterna se torna ainda mais necessária por causa do comportamento do filho mais velho do casal, um adolescente com tendências violentas. Enquanto o longa-metragem passa, é possível acompanhar a descrença e falta de empatia de Roberto quando tudo parece dar errado e suas estruturas mostram-se não tão sólidas quanto ele imaginava e queria.


A melhor parte é a final, quando ele vai lentamente perdendo a sanidade diante às adversidades. Isso é visto por meio de alucinações e devaneios que o fazem refletir acerca de sua própria existência como profissional, homem e pai. Paulo Sacramento, diretor de Riocorrente - exibido no Festival de Brasília do Cinema Brasileiro de 2013 -, entrega uma trama que demora um pouco para engatar, mas que faz pensar sobre as decisões da vida das pessoas e a forma de cada uma em lidar em tempos difíceis.
Cotação do Cine61: Cine61Cine61

*Por Michel Toronaga - micheltoronaga@cine61.com.br

Veja aqui o trailer do filme O Olho e a Faca:




O Olho e a Faca (Brasil, 2018) Dirigido por Paulo Sacramento. Com Rodrigo Lombardi, Maria Luísa Mendonça, Caco Ciocler, Roberto Birindelli...

Nenhum comentário

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.